Estudo de caso - Parafusos de expansor de processamento de ração

Desgaste em parafusos de expansor

Na produção de ração animal, o expansor desempenha um papel essencial para manter a qualidade do produto. Através desse processo, é possível eliminar agentes patológicos prejudiciais, como a salmonela, além de propiciar um ganho na absorção de nutrientes pelos animais.

Nesse processo, a matéria prima entra por um lado e é conduzida por uma helicoide até o lado oposto. Devido à redução no diâmetro na saída e a adição de vapor durante o processo, a combinação de alta temperatura e alta pressão cozinham a matéria prima durante o transporte, mantendo os nutrientes à disposição para o consumo animal. Em outras palavras, o expansor realiza um “tratamento térmico” na ração.

Para que ocorra a mistura da matéria prima e a garantia na homogeneidade do cozimento, o equipamento é composto de parafusos que quebram a massa de ração interferindo no percurso natural do movimento. Esses parafusos são fundamentais para que a ração do centro do expansor chegue à extremidade (Veja a representação abaixo).

 

Fig. 1 - Localização dos parafusos no expansor

No entanto, a alta abrasividade do material em processamento e a temperatura que pode chegar a 150°C, provocam desgaste acelerado nos componentes do equipamento, principalmente nos parafusos do expansor, reduzindo consideravelmente a eficiência do processo e a qualidade da ração obtida. Essa condição exige que os parafusos sejam monitorados constantemente, pois caso ocorra a ruptura dos parafusos pela redução da seção, os danos e prejuízos no equipamento serão enormes.

Fig. 2 - Parafuso rompido com marcas dos danos causados pelo equipamento

Visando o aumento da resistência ao desgaste dos parafusos do expansor, aplicamos um revestimento de alta dureza e de alta resistência à erosão. Algumas mudanças no projeto dos parafusos também foram feitas de forma a contribuir para aumento de sua resistência mecânica. O aumento na vida útil dos parafusos revestidos comparado aos fabricados originalmente é superior a 200%, o que significa redução de custos pelas paradas para manutenção, redução de estoque e aumento significativo na eficiência.

 

Confira aqui este estudo de caso completo!