Indicadores de Desempenho de Manutenção: um método eficaz de alavancar seus resultados

Soluções para melhorar os Indicadores de Desempenho de Manutenção

Você consegue responder rapidamente se teu trabalho têm dado resultados? Independentemente de a resposta ser afirmativa ou negativa, já temos um bom começo. Caso você tiver dificuldade em responder, talvez seja hora de rever suas métricas. E é sobre isso que queremos tratar nesse post: Indicadores-Chave de Desempenho, os famosos KPI’s, do inglês  “Key Perfomance Indicator”.

De certa forma, a única maneira de avaliarmos nosso desempenho é quantificando nossos resultados. Isso mesmo, medindo! Nenhum trabalho é bom o suficiente se não conseguirmos “medir” os resultados alcançados. Portanto, é para isso que definimos os KPI’s: parâmetros estabelecidos para acompanhar e avaliar o desempenho do processo.

Há diversos motivos para os quais devemos estabelecer Indicadores de Desempenho, mas queremos evidenciar 3 deles:

  1. Mostrar o nível de conquista mais recente no cumprimento de um objetivo;

  2. Destacar problemas no processo e ajudar na tomada de decisões;

  3. Observar o efeito de alguma interferência no processo;

 

Assim como em vendas, marketing, produção e outros, é essencial que o setor de manutenção também seja regido por Indicadores de Desempenho.

Porém, na manutenção há um número gigantesco de informações que podem ser obtidas. É impossível monitorar todas (afinal isto requer recursos para coleta, armazenamento e avaliação), mas elas devem ser suficientes para fornecer uma boa percepção do que está acontecendo. Os gestores de manutenção precisam direcionar seus esforços àquelas que realmente serão ágeis para sua operação, uma vez que para cada setor diferentes KPI’s podem ser interessantes.

O primeiro passo é ter clareza das metas propostas, sejam elas:

  • Aumentar a disponibilidade dos equipamentos;

  • Diminuir o estoque de peças de reposição;

  • Reduzir o tempo de inatividade;

  • Manter ou aprimorar a eficiência dos equipamentos;

  • Reduzir o custo de manutenção;

 

Com metas bem estabelecidas, o próximo passo é definir os níveis de alerta do processo, ou seja, aqueles problemas que podem ser críticos e interferir para que as metas sejam atingidas, e aquelas situações que precisamos apenas manter sobre controle.

Por exemplo, se uma das metas é reduzir o estoque de peças de reposição, avaliar o índice de retrabalho não trará nenhuma contribuição. Porém, para redução do custo de manutenção esse índice contribui.

É bem comum dividir os Indicadores de Desempenho de Manutenção em categorias, principalmente:

  • Indicadores de produtividade/capacidade: relacionados com a mão-de-obra/máquina/hora.

  • Indicadores de qualidade: relacionados com as avarias e não conformidades do processo produtivo.

  • Indicadores de confiabilidade: relacionados com a disponibilidade de equipamentos operarem dentro da capacidade nominal sem oferecer riscos;

  • Indicadores estratégicos: geralmente relacionados a comparativos de mercado.

 

Porém, mais importante do que identificar e medir os Indicadores de Desempenho de Manutenção (KPI’s Manut.), é avaliá-los e a partir disso definir estratégias para que eles sejam mantidos ou melhorados.

No mercado, há diversas ferramentas que podem auxiliar os gestores de manutenção no gerenciamento de informações e procedimentos, através da elaboração de relatórios gráficos, mapeamento de ativos, avaliação da criticidade de processos e equipamentos e outros. Essas ferramentas são conhecidas como CMMS (Computerized Maintenance Management System), mas para quem não deseja fazer grandes investimentos nesses sistemas, até mesmo planilhas eletrônicas como o Excel disponibiliza funcionalidades para monitoramento de Indicadores.

Com acesso rápido e intuitivo a essas métricas, a probabilidade de ser assertivo nas decisões estratégicas é maior. E lembre-se: Indicadores-Chave de Desempenho são tão fundamentais quanto um planejamento estratégico para uma empresa, afinal, são eles que apontam para as decisões a serem tomadas.

 

A partir de diversas experiências com gestores de manutenção, nós separamos alguns dos principais Indicadores de Desempenho de Manutenção utilizados por esses profissionais, com suas respectivas definições e alguns exemplos para te ajudar a entender melhor cada um deles. Baixe o arquivo gratuitamente AQUI.