Confiabilidade e Manutenção Industrial

Confiabilidade e manutenção industrial

A confiabilidade e manutenção industrial está cada dia ganhando maior ênfase no que diz respeito a melhoria de resultados técnicos e financeiros.  A crise econômica vivenciada no nosso país está acarretando na redução dos investimentos em novos equipamentos. Todas as empresas estão aumentando o foco na manutenção industrial. Recuperar e melhorar o desempenho de equipamentos está em alta. Mas é possível aumentar a durabilidade dos mesmos com confiabilidade na manutenção industrial e com redução dos custos?

 

A resposta é sim. Existem diversos caminhos a serem percorridos para que esse objetivo seja atingido. Eu quero mostrar pra vocês, gestores de manutenção, como nosso centro de pesquisa e tecnologia pode ajudar vocês a atingir melhores resultados de confiabilidade e manutenção industrial com a redução dos desgastes de peças.

 

São somente 5 etapas a partir do momento que a situação problema foi identificada:

1 - Coleta de Informações: Nossa equipe realiza uma coleta de informações de especificações técnicas das peças que estão sendo estudadas e do ambiente de trabalho ao qual a superfície está sendo submetida. Quanto maior o número de dados coletados, maior a probabilidade de se atingir bons resultados com confiabilidade na manutenção num menor período de desenvolvimento.

 

2 - Análise da situação atual: Nessa etapa, são coletadas amostras das peças e são realizadas caracterizações no nosso centro de pesquisa. O objetivo é comparar a amostra com as especificações. Em caso de elas não estarem disponíveis, o objetivo passa ser de ter conhecimento dos materiais que estão sendo utilizados na fabricação do componente. Nessa etapa também vão ser identificados os mecanismos de desgastes que estão ocasionando a perda de material da superfície. 

 

3 - Especificação: A partir das informações coletadas, das caracterizações realizadas e do conhecimento do mecanismo de desgaste, são geradas as soluções de melhoria, com novas especificações de materiais, tratamentos de superfícies e revestimentos contra desgastes. Exemplo: A aplicação de revestimento de carboneto de tungstênio pode ser muito eficaz para um problema de desgaste por abrasão. Ele pode aumentar a vida útil de uma peça em mais de 1000%

 

Leia também: Desgaste por Abrasão: 3 informações importantes que todo engenheiro de produto e engenheiro de manutenção deveriam conhecer.

 

4 - Verificação: Essa é a parte mais importante do projeto. As novas especificações são testadas nas bancadas de teste no nosso centro de pesquisa para avaliar o potencial de melhoria gerado pela proposta de solução. Essa é uma maneira muito mais rápida e barata de avaliar resultado potencial. Em caso de resultados negativos, os materiais não vão ser aplicados nos equipamentos. É impossível conseguir ter confiabilidade e manutenção industrial sem ter certeza da solução que estamos colocando em uso.

 

5 - Validação: A validação do material vai ser realizada com a aplicação da solução no equipamento. Importante salientar que só vão passar por essa etapa aquelas soluções que apresentarem um real potencial de aumento de vida útil e que consigam ter confiabilidade na manutenção industrial. 

O processo é rápido, simples, barato e o melhor, muitos clientes nossos já tiveram aumento de durabilidade de peças superior a 500% com redução de custo de manutenção de mais de 50%.