Recuperação de Válvulas Industriais

Recuperação de válvulas industriais

A recuperação de válvulas industriais tem sido cada vez mais explorada na engenharia de manutenção de empresas de papel e celulose, mineração e petróleo e gás. Elas são responsáveis por grande parte dos custos de manutenção devido a diversos fatores, tais como:

1 - Exposição à ambientes agressivos: Muitos meios são agressivos em termos de desgaste por abrasão, corrosão e erosão e reduzem a eficiência funcional do componente culminando na necessidade de substituição.

2 - Complexidade e tempo para montagem e desmontagem: em muitos casos, as válvulas estão em posições de difícil acesso. Esse fator aumenta o tempo de intervenção e o tempo de exposição dos profissionais de manutenção a riscos de acidentes.

3 - Dificuldade na aquisição de peças de reposição: em muitos casos, não existe peças de reposição à pronta entrega ou em prazos pequenos.

O momento de crise força as empresas a reduzir os revestimentos. A recuperação de válvulas industriais tem sido uma excelente alternativa para os gestores de manutenção e a  e a aplicação de revestimentos contra desgastes aplicados pelo processo de aspersão térmica é um dos métodos mais utilizados.

O processo de aplicação consiste na projeção de partículas de uma liga metálica, contra uma superfície previamente preparada resultado num revestimento muito denso e de excelentes propriedades técnicas. Esse método proporciona 3 grandes grandes vantagens para a recuperação de válvulas industriais:

1 - Tempo de aplicação: o tempo necessário para recuperar uma válvula com a aplicação de revestimentos não ultrapassa os 5 dias.

2 - Aumento de vida útil em relação à componentes originais: o número de ligas disponíveis é amplo. Isso quer dizer que é possível selecionar materiais de acordo com o ambiente no qual a válvula vai estar operando. Na maioria dos casos, a válvula recuperada tem vida útil 400% superior à original. Exemplo: muitas válvulas da indústria de petróleo e gás são revestidas com carboneto de tungstênio com cromo. Já algumas outras (de mesmo tipo) são revestidas com carboneto de cromo.

3 - Custo: Na maioria dos casos, especialmente em válvulas de maior porte, o custo da recuperação é bem inferior ao custo de aquisição do componente novo.

O processo para realizar a recuperação de válvulas industriais com revestimentos é composto de 5 etapas:

1 - Restaurar a superfície danificada: Toda a corrosão superficial deve ser eliminada. Os desgastes devem ser recompostos (em alguns casos com processo de soldagem).

2 - Recuperar a geometria: A recomposição da geometria é realizada com processo de usinagem. Essa etapa serve também como preparação superficial.

3 - Limpeza e jateamento: A superfície a ser revestida deve estar limpa, isenta de óleo e graxas e deve estar rugosa. A rugosidade é gerada através de processo de jateamento

4 - Aplicação do revestimento: o aporte do revestimento é realizado com processo robotizado para garantir uma homogeneidade da camada aplicada

5 - Acabamento: O acabamento da superfície recuperada é realizada normalmente processo de retífica com ferramenta de diamante.

 

Normalmente recomendamos medidas preventivas, ou seja, aplicar revestimentos em peças antes de colocar em uso (quando novas). Mas em momento de crise, em que se tem menor disponibilidade para investimentos, a recuperação de válvulas industriais se torna uma ótima alternativa.

 

Conheça o Centro de Pesquisa e Tecnologia para redução de custos de Manutenção