Indicador OEE: Como melhorar o desempenho?

Indicador OEE

O indicador OEE é um dos principais mecanismos de medição de produtividade utilizado atualmente. Ele foi desenvolvido pelos japoneses como ferramenta do TPM (Manutenção Produtiva Total. Ele identifica quanto um equipamento está agregando de valor para o processo.

Ele responde basicamente a 3 perguntas:

1 - Quanto tempo meus equipamentos ficam disponíveis para produzir? O tempo que o equipamento está parado pode ser classificado em paradas planejadas (paradas para treinamentos, manutenções preventivas, almoço, etc) e não planejadas (falta de matéria prima e quebras de máquinas, por exemplo)

2 - Com que velocidade meus equipamentos estão produzindo? É a relaçao entre a velocidade de produção atual e a velocidade na qual o equipamento deveria produzir. As perdas de velocidade podem estar diretamente relacionadas com o tempo de uso e o desgaste de peças dos equipamentos.

3 - Com que qualidade é realizada a produção? É o tempo perdido com a produção de peças defeituosas. São as não conformidades geradas na produção. Elas podem ser causadas por uma falha do operador ou por peras de parâmetros operacionais gerados por peças desgastadas.

Reduzir o desgastes de peças proporciona dois grandes resultados para as empresa:

1 - Melhoria do indicador OEE: A redução dos desgastes (como desgastes por abrasão, corrosão e erosão, por exemplo) reduz o número de paradas, aumenta a disponibilidade, reduz a produção de itens fora de especificação.

2 - Aumento da lucratividade: Pesquisas motram que melhorar 1% o indicador de OEE pode representar uma melhoria de 7% no resultado financeiro da empresa. 

A aplicação de revestimentos contra desgastes pode ser uma importante alternativa para reduzir os desgastes e melhorar o indicador OEE. 

Quer saber mais sobre desgaste de peças? Baixe o material sobre Mecanismos de Desgastes, em PDF.