Custo de manutenção elevado? Saiba como reduzir

Custo de Manutenção

O custo de manutenção é uma variável importantíssima quando o assunto é o Lucro em empresas de mineração, siderurgia, papel e celulose, petróleo e gás, energia e agricultura. Eles corresponde a uma importante parcela do faturamento. Em alguns casos, o custo de manutenção pode ultrapassar o número de 5% do faturamento total da empresa.

A gestão da manutenção vem sendo ano a ano sendo tratado como tema de importância estratégica cada vez maior nas empresa. Reduzir o custo de manutenção com o maior tempo de disponibilidade possível dos equipamentos pode aumentar significativamente o ROI (Return on Investment) das empresas. Mas a que se deve o elevado custo de manutenção nas empresas? Não vamos levar em consideração empresas que não utilizam nenhuma ferramenta de gestão de manutenção.

Podemos elencar diversas causas, mas 3 delas podem ser relacionadas como aquelas que geram o maior impacto no custo de manutenção:

1 - Desgaste prematuro de peças em operação: Mudanças no processo podem gerar uma aceleração no desgaste de componentes que são revisados no plano de manutenção. Essa aceleração do desgaste gera manutenção corretiva que, em muitos casos, custa muito dinheiro para a empresa por que é de alta complexidade e em muitos casos, de difícil identificação

2 - Pouco conhecimento de tribologia e mecanismos de desgaste: Talvez esse seja o conhecimento mais importante para um gestor de manutenção conseguir realizar uma análise de falha de componentes com asservididade. É importante conhecer todas as variáveis que geram a falha e caracterizar o desgaste com o maior nível de precisão possível. A partir dessas conclusões é possível conseguir soluções mais assertivas e que vão proporcionar redução no custo de manutenção.

3 - Conhecimento de materiais: Não existe um material de baixa qualidade. Os materiais são bons para trabalhar nos ambientes para os quais eles foram projetados. Quanto mais assertiva for a escolha, menor a relação custo benefício e maior o retorno sobre o investimento da solução proposta. Em alguns casos, somente a escolha de um material base pode resolver o problema. Já em outros, pode se fazer necessário a utilização de um tratamento térmico. Em outros casos, a utilização de revestimentos contra desgastes, como o Stellite 6 ou o Carboneto de Cromo podem ser ótimas alternativas.

Conheça mais sobre Mecanismos de Desgastes. Baixe o material em PDF.